top of page
Background.png
Header_Site3.png
  • Foto do escritorWeslley Oliveira

Crítica | Passagem

Melancólico e silencioso, longa é um dos melhores trabalhos de Jennifer Lawrence

Divulgação: Apple TV+


O que você faria se sentisse que não pertence ao lugar que está? Como sobreviver se sentindo uma pessoa diferente de todos? É com estas perguntas que a trama de ‘Passagem’, filme estrelado por Jennifer Lawrence, inicia. Na trama, acompanhamos Lynsey (Lawrence), uma soldado militar que volta da Guerra do Afeganistão para sua casa, em Nova Orleans, e tem dificuldade de se ajustar após sofrer uma lesão traumática. Ao conhecer James (Bryan Tyree Henry), o mecânico local, ela se observa criar um vínculo inesperado que pode mudar a trajetória da sua vida.


O filme traz muito do poder do silêncio em suas cenas. Se analisarmos, conseguimos expressar muitas coisas com o ato de se calar. E, aqui, com a carga de atuação de Jennifer e Bryan, esse ato se torna bastante expressivo. Junto ao silêncio, as cores escolhidas para o filme, que usa e abusa de tons frios, traz uma sensação triste e melancólica ao assistir, combinando perfeitamente com o enredo.


Jennifer Lawrence e Bryan Tyree Henry entregam atuações dignas de premiações. Em todas as cenas em que eles compartilharam a tela, nenhum dos dois deixam a peteca cair. Arrisco a dizer que este é um dos melhores trabalhos de ambos até o presente momento.O envolvimento emocional que é criado e estabelecido entre o espectador e os personagens através do desenrolar da trama é peculiar e único.

Divulgação: Apple TV+


E tudo isso graças a Ottessa Moshfegh, Luke Goebel e Elizabeth Sanders, que estreiam como roteiristas de um longa; e a direção de Lila Neugebauer, que chegou a dirigir algumas peças e séries. O roteiro é bem construído e apresenta os personagens de uma forma lógica e que não confunde o espectador em momento algum, mesmo demorando um pouco para ambientar a história.


Ao desenrolar da história, passamos por vários altos e baixos da vida de Lynsey, e podemos percebê-la explorando sentimentos de luto, esperança, e muito mais, que sempre é projetado em sua amizade com James. Assim, nos fazendo refletir sobre que nem sempre podemos ter o que queremos e que está tudo bem não conseguir.


‘Passagem’ é um ótimo filme de estreia para Neugeauer e um destaque para Jennifer Lawerence, que voltou recentemente de um hiatus da sua carreira de atriz. Contemporâneo, melancólico e sem muitas reviravoltas, o longa mostra a importância da auto descoberta e tem chances de emocionar a quem o assiste.


Nota: 4,5/5

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page