top of page
Background.png
Header_Site3.png
  • Foto do escritorGabriella Ferreira

Crítica | Um Ano Inesquecível: Outono

Primeiro musical brasileiro do Prime Video é um dos melhores produtos audiovisuais para jovens dos últimos tempos.

Foto: Divulgação

Dando continuidade a franquia de filmes, na última sexta-feira, 9, foi a vez de Um Ano Inesquecível: Outono chegar às telas do Prime Video. Baseado no conto de Babi Dewet, o longa teve o roteiro adaptado por Keka Reis e Caroline Fioratti e foi dirigido por Lázaro Ramos. Nessa história, conhecemos a jovem Ana Júlia, uma garota que busca estabilidade para ajudar o pai em casa através de uma oportunidade de estágio em um escritório de advocacia renomado.


Sendo uma pessoa extremamente focada e disciplinada, Ana Júlia não gosta de música e é nesse cenário que ela conhece João Paulo, um aspirante a cantor que sonha em viver da sua arte. Os dois se apaixonam tendo como plano de fundo uma São Paulo outonal e bem musical. Um Ano Inesquecível: Outono é o primeiro musical brasileiro do Prime Video e, sem dúvidas, cumpre bem a responsabilidade de ser este primeiro representante.


Primeiramente, o maior destaque do longa é o seu talentoso elenco. Desde do casal principal interpretado por Gabz e Lucas Leto até as excelentes participações especiais de Iza, Lulu Santos e Larissa Luz, todos os atores entregam o seu melhor em cena e é possível notar a profundidade de cada um dentro dos seus dilemas internos. Iza, por exemplo, protagoniza cenas com alta carga dramática e entrega uma performance muito boa para uma estreante nas telas.


Foto: Divulgação


Narrativamente, o longa adapta bem a história criada por Babi, dando uma nova camada aos personagens e transformando seu conto em uma história musical. As canções originais do filme conversam com a história de uma forma maravilhosa, assim como as músicas já conhecidas pelo público, que ganham uma nova roupagem. A trama de Um Ano Inesquecível: Outono possui alguns clichês que são bem utilizados pelas roteiristas e utiliza-se muito bem das paisagens frias e artificiais de São Paulo para criar uma ambientação própria para o longa.


Além disso, o filme consegue aproveitar as nuances da trama para inserir discussões fundamentais para sociedade ao falar de racismo, solidão da mulher negra, direito à moradia e relações familiares problemáticas. Todos os assuntos são tratados de uma forma muito delicada e necessária. Assim, podemos, sem dúvidas, colocar Um Ano Inesquecível: Outono em um patamar acima dos filmes adolescentes lançados no Brasil nos últimos tempos. É um belo romance que vai muito além das notas musicais, e, deverá virar exemplo do que deve ser feito quando buscarmos inspirações de longas-metragens para jovens no nosso país.


Nota: 4.5/5


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Σχόλια


bottom of page