top of page
Background.png
Header_Site3.png
  • Foto do escritorGabriella Ferreira

Crítica | Depois da Cabana (Minissérie)

Atualizado: 13 de out. de 2023

Minissérie alemã utiliza todos os clichês do suspense de uma maneira surpreendente

Foto: divulgação


Sendo uma das séries mais assistidas pelos brasileiros na Netflix nesta última semana, a minissérie Depois da Cabana trouxe para o público geral mais uma boa produção alemã de um gênero que está cada vez mais em alta. É fato que suspenses de investigação sempre fizeram sucesso, mas, com cada vez mais novas abordagens e histórias macabras acontecendo na vida real, o fenômeno atrai mais telespectadores a cada novo lançamento.


Por isso não é surpresa a Netflix investir em mais um. Depois da Cabana foi lançada no dia 8 de setembro, e conta a história de uma mulher que conseguiu fugir do seu sequestrador e acabou sendo atropelada em uma rodovia. Com uma criança do seu lado, a polícia agora tenta desvendar o quebra-cabeças desse crime que está interligado com o desaparecimento de uma mulher 13 anos atrás. É nesse emaranhado complexo que a sua trama começa a se desenvolver de uma forma ainda muito confusa para o seu telespectador com momentos que misturam o presente e flashbacks do cativeiro.


Depois da Cabana consegue manter bem os suspenses e mistérios da história sem deixar o telespectador totalmente à cegas da história. Por exemplo: conseguimos compreender bem a dinâmica do cativeiro, da relação da Lena com os filhos e da relação dos três com o sequestrador, mas, em nenhum momento vemos o rosto do mesmo e nem descobrimos a sua identidade antes da polícia.

Foto: divulgação


Isso tudo cria uma transficcionalidade interessante entre a série e seu roteiro e o consumidor na sala de sua casa assistindo a Netflix. O objetivo é com que nós, telespectadores, sejamos o detetive da história (ou que pelo menos divida o sentimento com os mesmos), instigando cada vez mais aquele consumo quase viciante que uma série de suspense pode proporcionar. Infelizmente, o formato de binge-watch da plataforma não ajuda o trabalho desses telespectadores-fãs-detetives, mas, é suficiente para quem deseja altos números nas suas primeiras semanas de exibição.


Com seis episódios de 50 minutos e baseada em um livro, Depois da Cabana tem o mérito de uma boa produção alemã. Entrega uma ambientação incrível, além de apresentar ótimos atores no seu trajeto. Porém, por se tratar de uma história de um gênero amplamente corriqueiro nas telinhas, a minissérie explora quase todos os clichês conhecidos pelo público e, mesmo conseguindo surpreender em alguns momentos, ainda não consegue se diferenciar das diversas outras minisséries da mesma temática.


Mesmo assim, o saldo de maratonar Depois da Cabana é positivo, principalmente, por explorar muito mais as histórias das vítimas do que a do seu agressor.Vale para quem é fã do gênero e também para aqueles que estão buscando um entretenimento viciante ou uma boa produção fora do eixo das produções de língua inglesa.


Nota: 3.5/5

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page