top of page
Background.png
Header_Site3.png
  • Foto do escritorGabriella Ferreira

Crítica | Gatos no Museu

Animação russa foca na simplicidade com história baseada em fatos

Foto: Divulgação


Com estreia prevista para o dia 10 de agosto nos cinemas do Brasil, o longa infantil Gatos no Museu se baseia em uma história real de gatinhos que moram nas dependências do Museu Hermitage, na Rússia, e foram responsáveis por salvar obras de arte caçando roedores que viviam nas dependências do prédio. O filme é dirigido por Vasiliy Rovenskiy, que também assina o roteiro ao lado de Elvira Bushtets e Fyodor Derevyanskiy.


Na história, um jovem gato chamado Vincent, na companhia do rato Maurice, escapa de uma enchente e é recolhido por marinheiros. Enviados a São Petersburgo, Vincent e Maurice vão para o Museu Hermitage e conhecem um esquadrão felino de elite, que protege as obras de arte de ratos e outras pragas há séculos. Vincent, que sonha em encontrar uma família felina, se vê na missão de proteger Maurice, que salvou a sua vida.


Porém, Maurice adora roer obras-primas da pintura e a situação se complica ainda mais quando uma das maiores pinturas da humanidade, a Mona Lisa, chega ao Museu, e é o sonho de todos os ratos roê-la. Mas nem Vincent, nem Maurice, nem os gatos do Museu Hermitage suspeitam que a pintura será roubada.

Foto: Divulgação


Com uma história simples, Gatos no Museu possui uma trama de fácil entendimento com alto foco no público infantil. O roteiro, muito similar ao de séries do Discovery Kids, é uma boa opção de distração para os mais jovens e também deve agradar pais que buscam um entretenimento de classificação livre para os pequenos.


O interessante de Gatos no Museu é, sem dúvidas, seu contexto histórico que se baseia em fatos reais. Além disso, o longa também se preocupa em apresentar grandes obras conhecidas mundialmente para o público, tornando-se bastante diferente da maioria de filmes e séries infantis, que não se preocupam com uma fidelidade realística para o período que representa.


A animação do filme é bem simples, similar a de desenhos do Youtube e não possui nada de muito novo, porém, explora bem as cores e a versatilidade dos felinos para chamar atenção dos telespectadores. Gatos no Museu é uma boa distração e um bom longa para levar as crianças pequenas apaixonadas por gatos e interessadas por artes e histórias de aventuras.


2,5/5

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commenti


bottom of page