top of page
Background.png
Header_Site3.png
  • Foto do escritorÁvila Oliveira

Cobertura Festival de Cannes 2023 - Dia 3

Atualizado: 12 de jul. de 2023

O novo filme do icônico personagem Indiana Jones e primeira exibição do documentário chinês Youth (Spring) foram destaques do terceiro dia (18/05)

Divulgação: Mike Coppola / Getty Images


O terceiro dia do Festival de Cannes 2023 trouxe a primeira exibição do documentário Youth (Spring), do diretor chinês Wang Bing. É a primeira vez em quase 20 anos que um documentário concorre na Competição Oficial (o último documentário que disputou – e venceu – a Palma de Ouro foi Fahrenheit 11 de Setembro, de Michael Moore, em 2004). É também a primeira vez que o diretor concorre ao prêmio, 5 anos depois de ter exibido Dead Souls (2018) em sessão especial e quatro dias antes da apresentação de seu outro filme Man in Black, em sessão especial.


Durante cinco anos, de 2014 a 2019, Wang Bing pegou sua câmera e filmou trabalhadores têxteis de perto e intimamente. Na verdade, ele usou três câmeras para acompanhar os vários protagonistas deste documentário. Youth (Spring) não se contenta em apenas mostrar uma vida de trabalho duro, o filme também abre espaço para maravilhosos momentos de solidariedade, amor e amizade.


Divulgação: Joachim Tournebize / FDC


Peter Bradshaw, do The Guardian, deu 4 estrelas para o filme e disse que "É possível ficar um pouco impressionado com a escala e o pormenor realista social do filme, que foi rodado durante um período de cinco anos, de 2014 a 2019, mas a esperança e o idealismo dos jovens trabalhadores são comoventes."


Fora da competição aconteceu a estreia do aguardado Indiana Jones e a Relíquia do Destino. O quinto filme da icônica franquia de aventura contou com o retorno do seu astro, Harrison Ford, e foi dirigido por James Mangold. O ator foi inesperadamente homenageado com a Palma de Ouro Honorária. Entregue pela nova presidente do festival, Iris Knobloch, a distinção não havia sido anunciada anteriormente diferente da recebida por Michael Doulgas ontem.


O filme não foi unanimidade pela crítica. Maurício Ribeiro do portal brasileiro Spoiler Movies disse: "Naturalmente, tal como se fazia, é um cinema que ficou no passado, então James Mangold se esforça para recriar um sentimento em tom de videogame. Esse quinto filme é um frenesi, um balé caótico de perseguições, tiroteios, tuk-tuks, aviões, galês romanas e trens ensandecidos, pausa para revisitar personagens queridos e novamente corre corre em CGI."


Peter Bradshaw, do The Guardian, afirmou: "No entanto, o final é extremamente bobo e divertido, e esse Chamado do Destino é usado de maneira audaciosa, o que torna leve toda a questão de desafiar o envelhecimento e a atração gravitacional do tempo. Indiana Jones ainda tem uma certa classe da velha escola.

Divulgação


Na Mostra Um Certo Olhar aconteceu a primeira exibição da comédia romântica The Nature of Love, da diretora e roteirista canadense Monia Chokri. A sinopse diz: Sophia é professora de filosofia em Montreal e mora com Xavier há 10 anos. Sylvain é carpinteiro em Laurentians e precisa reformar sua casa de campo. Quando Sophia conhece Sylvain pela primeira vez, é amor à primeira vista. Os opostos se atraem, mas isso pode durar?

Divulgação: Fred Gervais


Wendy Ide do Screen Daily classificou o filme como "uma comédia romântica canadense divertida, afiada e sexy", e Catherine Bray, da Variety, disse: "um deleite sexy e engraçado, o terceiro longa de Chokri comunica algumas verdades caseiras sobre desejo e familiaridade, mas não às custas da comédia.”


O bate-papo especial do dia foi com Pedro Alomodóvar, que estava acompanhando de Ethan Hawke e falou sobre seu curta-metragem Extraña Forma de Vida, que estreou ontem (17/05) no festival.


Ao final do dia aconteceu a primeira exibição de Black Flies, do diretor Jean-Stéphane Sauvaire. O suspense disputa a Palma de Ouro e é estrelado por Sean Penn e Tye Sheridan. Leonardo Sanchez da Folha de São Paulo disse sobre o longa: "Há ótimas atuações de Penn e Sheridan, por exemplo, além de discussões sociais que vão do consumo de drogas ilegais ao negacionismo ou da desigualdade social à xenofobia. Também há uma parcela consideravel de nudez e de um sexo melancólico, que serve para o protagonista extravasar a angústia ou pôs os pensamentos em ordem."


A Variety disse: "Cérebros espalhados, cachorros mortos, uma viciada dando à luz com uma agulha pendurada em seu braço - esses e uma ladainha de outros horrores confrontam Penn e Sheridan, que interpretam um paramédico veterano e um novato, respectivamente, no Corpo de Bombeiros de Nova York. Curiosamente, a exibição de gala no Grand Palais gostou da dose de realidade, dando ao filme uma ovação de pé de cinco minutos."

Divulgação: Andreas Rentz / GettyImages





Comentários


bottom of page