top of page
Background.png
Header_Site3.png
  • Foto do escritorWeslley Oliveira

Crítica | The Last Of Us (1ª temporada)

Uma excelente temporada sobre traumas e redenções em um mundo sem esperanças

Foto: Divulgação


The Last of Us foi, sem dúvida uma das séries mais faladas durante este início de 2023. Não só por ser uma adaptação de um game extremamente aclamado, mas também por ter um elenco de peso dando vida a esses personagens.


Nesta primeira temporada, acompanhamos todo o início da trajetória de Ellie (Bella Ramsey) e Joel (Pedro Pascal), dois desconhecidos que tiveram suas vidas cruzadas após ele receber a tarefa de escoltar a adolescente através de um Estados Unidos pós-apocalíptico em um futuro distópico.


O apocalipse zumbi é apenas um plano de fundo para todo o desenrolar da história de Joel e Ellie. Cada um tem seus traumas anteriores e isso impacta diretamente a forma como eles se relacionam. Ao longo dos episódios, esses eventos passados são explorados de forma inteligente e que fez bastante sentido para a narrativa. Foi importante conhecer não só a eles, mas outros personagens do universo, para que a história ganhe uma autenticidade, por assim dizer.


E houveram muitas críticas pela falta de personagens zumbis aparecendo durante a temporada. Por ser um jogo, a expectativa dos fãs é que fosse 100% fiel ao que já era conhecido. Porém, é sempre importante lembrar que uma adaptação é uma forma de apresentar uma história para o grande público, ou seja, mudanças terão de ser feitas. E todas as mudanças colocadas nos episódios até agora fizeram sentido.


Foto: Divulgação


A química entre Pedro Pascal e Bella Ramsey foi extremamente importante para que a história pudesse funcionar. Ambos tiveram momentos de altos e baixos, além de oportunidades de mostrar os seus talentos. Aqui temos os dois fazendo os seus melhores papéis até agora. Outro ponto que elevou a qualidade da série foram as participações especiais. Storm Reid, Melanie Lynskey, Nick Offerman, Murray Bartlett, Anna Torv e muitos outros, conseguiram roubar a cena nos momentos em que tiveram oportunidades de aparecer.


Não fiquem surpresos se a série conseguir bastante indicações na próxima edição do Emmy. Tudo feito aqui foi feito meticulosamente para dar certo. De elenco a trilha sonora, tudo tem um propósito para estar ali. E as pontas deixadas para uma segunda temporada já confirmada, dão pistas de que algo maior virá.


Com episódios cada vez mais impactantes é que prendem o espectador, A primeira temporada de The Last of Us é sobre recomeços. É sobre superar traumas e não deixar que eles nos defina pelo resto de nossas vidas. E o mais interessante é que tudo isso se passa em um mundo sem esperanças.


Nota: 5/5

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page